terça-feira, 16 de abril de 2013

Breve História do Núcleo de Andebol de Redondo


O andebol começou a ser praticado em Redondo no início dos anos 80, estando no entanto ligado a outro clube desportivo. No entanto rapidamente se chegou à conclusão que para ter sucesso nesta modalidade haveria necessidade de se criar um clube autónomo e exclusivamente ligado ao andebol.  

O novo clube, Núcleo Andebol de Redondo, começou a ser projectado de imediato, tendo vindo a ser fundado pelo seu grande dinamizador, Luís Faleiro, no dia 5 de Setembro de 1987. O clube começou completamente do zero, reunindo apenas os apoios indispensáveis para a prática da modalidade. Nesta altura compraram-se algumas bolas e a autarquia ofertou dois conjuntos de equipamentos e disponibilizou-se para ceder gratuitamente os transportes e o Polidesportivo Municipal para os treinos e jogos, à recém criada associação.

À data da sua fundação, este clube tinha como principal objectivo proporcionar aos jovens Redondenses a prática de uma nova e próspera modalidade desportiva. Na época de 1987/1988 a equipa de iniciados
masculinos foi inscrita na Associação de Andebol de Évora e tornou-se na primeira equipa do Núcleo Andebol de Redondo a participar em competições oficiais. Nos anos seguintes o número de participantes não parou de crescer, consequentemente o número de escalões etários também foi ampliado, na época de 90/91 surgiu a primeira equipa exclusivamente feminina.

A extraordinária implantação do andebol em Redondo, teve no entanto um entrave deveras importante e que limitou um desenvolvimento sustentado dos atletas e da modalidade em geral. Falamos nas condições mais que precárias do polidesportivo municipal, que não reunia nem de perto nem de longe as condições necessárias para se trabalhar condignamente. Durante anos a fio os atletas e treinadores do Núcleo Andebol de Redondo tiveram que se adaptar a um polidesportivo de dimensões muito reduzidas, às condições climatéricas que condicionavam a pratica da modalidade, especialmente no Inverno. Desde a origem deste clube que pairava no ar a promessa sobre a tão almejada construção de um pavilhão desportivo que criasse condições não só para o desenvolvimento do andebol na localidade, mas também para o possível surgimento de outras modalidades desportivas. O pavilhão só seria construído 13 anos mais tarde, em Janeiro de 2000. No entanto durante todo este período de tempo os jogadores e treinadores do NAR nunca baixaram os braços, muito pelo contrário, aproveitaram as condições adversas para criar as bases e a identidade de um clube único e que se viria a tornar num exemplo não só a nível concelhio mas também a nível regional e nacional como os prémios o podem comprovar.

A partir de 2000 começou uma segunda fase na História do clube, o grande desenvolvimento desportivo e o aumento abrupto das qualidades técnicas, tácticas e de competitividade de todas as equipas e de todos os atletas do clube, proporcionadas pelas condições que a partir de agora estavam à disposição com a utilização do Pavilhão Desportivo. Em 1999/2000 a equipa de iniciados deu ao clube o seu primeiro titulo regional, a partir daí e até à actualidade o clube conta com vários títulos distritais nos diversos escalões o que demonstra bem a evolução qualitativa dos vários escalões do clube. Mas não foi por acaso que esta qualidade aumentou, com uma base cada vez mais sólida e com uma estrutura cada vez mais consolidada o clube não tem parado de crescer, sendo o número de praticantes de alguns anos a esta parte sempre superior a 100.

Actualmente o clube está presente em 4 campeonatos nacionais (infantis, iniciados, juvenis e seniores), tem duas equipas de escolinhas (bambis e minis) e um crescente número de treinadores e dirigentes cada vez mais qualificados e motivados. Estes números e esta dedicação terão que ser indelevelmente de salutar num clube que sobrevive com o apoio de entidades locais e regionais.
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...