quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

História do Futebol em Évora - Equipas - Real Casa Pia de Évora


Com esta lacónica notícia inserta no diário «Notícias de Évora», de 13-4-1909, descrevia a introdução do Futebol nesta cidade. que viria evolucionar a vida citadina da famosa povoação romana, após alguns anos de porfiada luta na sua prática.

«Foi ontem inaugurado o jogo de Foot-ball na cêrca d'este estabelecimento por um grupo de sympathicos rapazes eborenses, composto dos srs.Ricardo de Mattos Villardebó, Anselmo de Mattos Villardebó, Joaquim de Mattos Fernandes, Angelo Moreno, Raul de Sousa, Manuel Villas Boas e Jacintho Rosado Lopes, que da melhor vontade se prestaram a ensinar os alunnos d'este estabelecimento.
Completou-se o grupo com 15 alunnos da casa que jogaram várias partidas, tornando-se o jogo muito interessante pelo enthusiasmo que em todos se notava.
Num intervallo houve luta japonesa para os alunnos verem, entre os srs. Raul de Sousa e Angelo Moreno, tornando-se de grande effeito.
Em seguida houve Judo pelos srs. Angelo Moreno e Jacintho Rosado Lopes, dando-se vários golpes com muita precisão.
Assistiram ao ensaio os srs. Provedor e Vice-Provedor que se mostraram muito reconhecidos para com estes bons rapazes que prestam assim um grande benefício aos alunnos do estabelecimento com este género de Sport que muito poderá concorrer, realmente, para o seu desenvolvimento phisico.»

(Do «Notícias de Évora», n.° 2 550, de 13-4-1909).


A Casa Pia de Évora foi fundada em 1836, que brilhantemente tem sabido honrar os pergaminhos da terra mãe. Porém, não se alheou ao sport, que nas primeiras décadas do século XX contagiou os espíritos da época.
Praticou de preferência os sports atléticos, bem como o futebol e outras modalidades.
Cabe-lhe a honra de terem sido eles os introdutores nesta cidade do Foot-ball, em 12 de Abril de 1909, por um grupo de rapazes eborenses — Ricardo de Mattos Villardebó, Anselmo de Mattos Villardebó (8), Joaquim de Mattos Fernandes, Angelo Moreno, Raul de Sousa, Manuel Villas Boas e Jacintho Rosado Lopes, que da melhor vontade se prestaram a ensinar os alunos deste estabelecimento.
Completou-se o grupo com 15 alunos da casa que jogaram várias partidas tornando-se o jogo muito interessante; mas, só quando completou precisamente 4 anos de praticar, apareceram pela primeira vez em público com um encontro entre estes e o 2.° team do Sport Vitória Académico, em 12 de Abril de 1913, do qual triunfaram os alunos da Casa Pia por 1 a 0.

A sua sede era na Real Casa Pia (hoje Universidade de Évora), tendo por equipe a camisola roxa e branca (metade de cada cor) e calção preto.
De tanto batalharem, conseguem conquistar o título de campeões na época de 1920/21.
Em 8 de Outubro de 1915, comunicava o sr. Augusto Cabeça Ramos à imprensa, que a partir desta data ficava como treinador de futebol dos alunos internados na Casa Pia de Évora.
Em 1926, o grupo desta casa de beneficência, resolveu não entrar mais em competições públicas, e quatro dos seus jogadores ingressaram no Lusitano Ginásio Clube.

Adaptado de
"Subsídios para a História do Futebol em Évora" de Gil do Monte

Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...