terça-feira, 24 de janeiro de 2017

História do Futebol em Évora - Equipas - Sport Club da Graça

O Largo da Graça era tido por um dos mais característicos recantos da cidade, embora se ressentisse da sua pequenez; mas muito populoso, ali se aglomerava o rapazio, desde o pé-descalço ao aprendiz de tipógrafo, ou mesmo do estudante. 

Foi neste ambiente de rebeldia e de viveza, que desabrocharam algumas gerações de outrora; e, por conseguinte, não podiam ficar indiferentes à margem do desporto da bola. Um grupo de entusiastas, fundaram um pequeno grupo de futebol, denominado por Sport Club da Graça, que logo foi aceite com geral simpatia no meio citadino eborense, quando decorria o ano de 1913, e prolongou-se até ao ano de 1918. Reuniram-se estes, primeiramente, sob o adro do Convento de Nossa Senhora da Graça e, mais tarde,, em casa do velho Frederico, pai de dois jogadores do club e seus fundadores, na Rua Cardeal Rei, n.°10. 

Teve por fundadores os srs. José dos Santos Reis (padrinho do Club), Alfredo Henriques, Amílcar, José Maria Machado, Victor Morais, Manuel Albergaria Seixas, José João do Monte, Jacinto Carlos de Brito e Jaime Henriques Caldeira. 

Teve de início a seguinte comissão directiva: Presidente — Manuel Albergaria de Seixas; secretário — José Maria Machado; tesoureiro — Celestino Taborda; vogais — José João do Monte e Jaime Henriques. A equipe, primeiramente, era constituída por uma blusa branca com gola e punhos em azul e, mais tarde, blusa vermelha com bolso azul, calção branco, e eram confeccionadas pela mãe do Alfredo e Jaime Henriques. Conheço-lhe duas formações, e outras teria tido, a saber: 
G. Redes — Arménio Manteigas; 
defesas — José Antunes da Silva e Celestino Taborda; 
médios — Mamede dos Santos, Manuel Albergaria de Seixas e Jacinto Barrigó; 
avançados — Gregório Baião, Victor Morais, José Silvestre, José Maria Machado e Alfredo Henriques. 

Em 1915 tinha a seguinte constituição: 
G. Redes — Jacinto Brito; 
defesas — C. Augusto e A. Rodrigues; 
médios — F. André, Jaime Rodrigues Caldeira e M. Moniz; 
avançados —Adriano, Victor Morais, Alfredo Henriques (cap.), José João do Monte e Andrade. 

A mais antiga notícia que encontrei deste Clube, foi a da realização dum encontro de futebol com o 3.° team do Ginásio Club Comércio e Indústria, pelas 16 horas da tarde de 9 de Novembro de 1913, que presumo ser o primeiro jogo efectuado pelo Sport Club da Graça. 

Extinguiu-se em meados de 1918, dando oportunidade ao fortalecimento das hostes do Juventude Sport Club e do Lusitano Futebol Club, que então nasciam para a glória do desporto eborense, quase gémeos. José dos Santos Reis e mais alguns ferrenhos, ainda tentaram reorganizar o simpático Sport Club da Graça, mas em vão. 

Adaptado de
"Subsídios para a História do Futebol em Évora" de Gil do Monte

Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...